menu logo

tamanho do texto:

Norte Pequeno PRC6SJO

Tipo: circular
Dificuldade: média
Distância: 11Km
Duração: 3h
Altitude (Min / Máx): 0m / 480m

 

Como Chegar

Saindo da vila da Calheta, siga a Estrada Regional 2-2 até ao Centro de Saúde da Calheta e vire à sua direita para o Topo. Ainda na Estrada Regional, percorra cerca de 3 quilómetros em direção este, até chegar a um entroncamento, seguindo a placa com a indicação “Nortes”. Chegando ao Norte Pequeno, siga até ao edifício da Junta de Freguesia onde se inicia o trilho.



Equipamento Recomendado

Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água.



gallery_thumbnail
zoom in

Este é um percurso pedestre circular que começa e termina nas imediações da Junta de Freguesia do Norte Pequeno, seguindo por um caminho secundário à Estrada Regional.

Ao percorrer este trilho passa pelas principais fajãs desta freguesia, tais como Mero, Penedia e Pontas, onde é frequente observar diversos cursos de água, sendo que poderá também avistar uma grande diversidade de flora e fauna. Este trilho percorre a Área de Paisagem Protegida das Fajãs do Norte.

Inicie o trilho junto à Junta de Freguesia do Norte Pequeno e siga pelo interior da localidade em direção ao mar. Seguindo as marcas, continue por um caminho de terra à esquerda, que dá acesso a terrenos agrícolas e a uma zona de captação de água para uso doméstico.

Na parte com maior inclinação, o trilho serpenteia ao longo da falésia por entre a vegetação composta maioritariamente por urzes (Erica azorica), faias-da-terra (Morella faya), incensos (Pittosporum undulatum) e conteiras (Hedychium gardnerianum), sendo as últimas duas espécies invasoras. Também consegue observar vimieiros (Salix fragilis) e espadana (Phormium tenax), que forneciam matéria-prima para a construção de utensílios para uso quotidiano da população, bem como inhames (Colocasia esculenta), um tubérculo que supria a falta do pão e é hoje considerado um produto de gastronomia tradicional. Pode, igualmente, avistar diversos fios que eram e são utilizados para o transporte de lenha e de alimento para os animais. 

Junto à orla costeira, a Fajã do Mero é o principal local habitado com que se depara. Depois de visitar este lugar, siga pelo caminho principal até à Fajã da Penedia, onde pode contemplar a paisagem, culturas e casas tradicionais. Ao chegar a o centro da fajã, existe um desvio à esquerda para a Ermida de Santa Filomena, recentemente reconstruída. De volta ao caminho principal, continue para leste até encontrar uma bifurcação.

Opte pelo caminho à esquerda para aceder à Fajã das Pontas, onde deverá descer até um pequeno porto de pesca, rodeado de algumas casas e uma zona costeira muito convidativa a um banho nas águas do Atlântico.

Aproveite para descansar e retorne pelo mesmo caminho até encontrar a bifurcação, onde deverá seguir à esquerda pelo caminho da Penedia que sobe para o Norte Pequeno. Siga a sinalética até chegar ao local onde iniciou o percurso.
 

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA