menu logo

tamanho do texto:

Caminho dos Burros: Vertente Norte PR02PIC

Tipo: linear
Dificuldade: média
Distância: 8,9Km
Duração: 3h30
Altitude (Min / Máx): 3m / 830m

 

Como Chegar

Siga a Estrada Transversal e encontrará o entroncamento do Caminho das Lagoas. Siga-o e encontrará a respetiva sinalização a cerca de 2,4 quilómetros.



Equipamento Recomendado

Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água.



gallery_thumbnail
zoom in

Galeria

O Caminho dos Burros: Vertente Norte trata-se de um percurso linear que se desenvolve numa antiga via de comunicação que servia de ligação entre as populações da costa norte e da costa sul. 

Ao longo deste trilho, que se inicia na zona do Planalto Central, a cerca de 830 metros de altitude, junto do Caminho das Lagoas, atravessa a Reserva Natural do Mistério da Prainha e termina na Baía de Canas, observam-se habitat e espécies de flora e fauna endémicas e raras de Interesse Comunitário. É uma paisagem fortemente marcada pelas escoadas lávicas emitidas na erupção histórica de 1562-64, a mais longa erupção histórica dos Açores, bem como outras formações geológicas, nomeadamente lavas encordoadas, lavas em tripa, pequenos tubos lávicos e os cones vulcânicos.

Inicie o trilho junto ao Caminho das Lagoas e, depois de percorrer cerca de 500 metros de terra batida, vire à direita para um atalho entre a vegetação endémica, junto aos Cabeços do Mistério. Cerca de 1 quilómetro depois, dará início à descida, por um atalho mais estreito, onde o tamanho da vegetação aumenta. Existe uma grande variedade de espécies de flora endémica, como trovisco-macho (Euphorbia stygiana subsp. stygiana) e musgão (Sphagnum sp.).

Ao atingir a estrada, vire à direita e, um pouco depois, vire à esquerda para a canada de bagacina. Um pouco mais adiante, tem a opção de seguir para São Miguel Arcanjo ou para a Baía de Canas. O troço para São Miguel Arcanjo desenvolve-se em terra batida, durante aproximadamente 3 quilómetros.

Caso escolha o desvio para a Baía de Canas, cerca de 1,7 quilómetros depois, vire à esquerda na vereda de incensos (Pittosporum undulatum), acácias (Acacia sp.) e louros (Laurus azorica) que o irá guiar até ao Parque Florestal da Prainha. Atravessando este Parque, pode desfrutar de uma vista sobre uma grande plataforma lávica, a Ponta do Mistério, sendo, atualmente, um local de nidificação da gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis atlantis). A partir do miradouro do Parque, observe a Baía de Canas e quase a totalidade da encosta norte da ilha. Neste local, poderá fazer uma pausa para descansar ou aproveitar para lanchar.

A partir daqui, siga as marcações e prossiga nos atalhos de terra batida/pedras soltas, até chegar ao ponto final do percurso – a Baía de Canas –, onde existe uma praia de calhaus rolados e várias adegas tradicionais e é possível ter uma panorâmica de toda a orla costeira até à ponta da ilha.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA