menu logo

tamanho do texto:

Faial Costa a Costa GR01FAI

Tipo: linear
Dificuldade: difícil
Distância: 36,8Km
Duração: 12h
Altitude (Min / Máx): 0m / 1000m

 

Como Chegar

Saindo da cidade da Horta, siga pela Estrada Regional em direção este para a freguesia da Ribeirinha. Desça em direção ao centro da freguesia e continue até chegar ao edifício da Junta de Freguesia.



Equipamento Recomendado

Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água.



gallery_thumbnail
zoom in

Este trilho começa na freguesia da Ribeirinha, a ponta este e mais antiga da ilha, e termina nos Capelinhs, freguesia do Capelo.

Passando por cones vulcânicos, crateras, furnas e algares, locais misteriosos e caraterísticos das belas paisagens vulcânicas açorianas, este trilho transporta-nos pelas idades de formação da ilha.

O trilho percorre a Área Protegida de Gestão de Habitats ou Espécies da Lomba Grande, a Área de Paisagem Protegida da Zona Central, a Reserva Natural da Caldeira do Faial e as Áreas Protegidas de Gestão de Habitats ou Espécies do Cabeço do Fogo e dos Capelinhos, Costa Noroeste e Varadouro, terminando no Monumento do Vulcão dos Capelinhos.

Começando na Junta de Freguesia da Ribeirinha, este percurso faz-se exatamente desde o local onde se formou a ilha primitiva, através do antigo Vulcão da Ribeirinha com cerca de 800 mil anos e que deu origem ao complexo vulcânico com o mesmo nome. Sobe até aos 1000 metros, por caminhos de outros tempos, passando pela Caldeira do Faial, cratera de um vulcão adormecido com 2 quilómetros de diâmetro e 400 metros de profundidade com origem há cerca de 410 mil anos e cujas sucessivas fases eruptivas construíram a zona central do Faial, denominada Vulcão da Caldeira.

O trilho passa por paisagens luxuriantes típicas destas ilhas até ao autêntico deserto lunar da paisagem do Vulcão dos Capelinhos, resultante da erupção de 1957/58 responsável pela emissão de 175 000 000 m3 de cinza, o último vulcão deste alinhamento de cones e da península vulcânica mais recente da Europa. Termina no Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, que explica a importância deste vulcão e as transformações científicas e sociais que originou no século XX.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA