menu logo

tamanho do texto:

Caminhos Velhos PR07FAI

Tipo: linear
Dificuldade: difícil
Distância: 17,5Km
Duração: 7h
Altitude (Min / Máx): 3m / 892m

 

Como Chegar

Saindo da cidade da Horta, siga pela Estrada Regional em direção este para a freguesia da Ribeirinha. Desça em direção ao centro da freguesia e continue até chegar ao edifício da Junta de Freguesia.



Equipamento Recomendado

Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água.



gallery_thumbnail
zoom in

O trilho inicia-se na Junta de Freguesia da Ribeirinha, atravessa a Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies da Lomba Grande, percorre parte da Área de Paisagem Protegida da Zona Central e termina na Reserva Natural da Caldeira do Faial.

Grande parte do percurso desenvolve-se pelo Graben de Pedro Miguel um dos principais geossítios do Arquipélago, terminando noutro igualmente importante, a Caldeira.

Este percurso, para além do seu valor paisagístico, desenrola-se por antigos caminhos rurais, mais conhecidos como “canadas”, que ligavam as populações em tempos remotos. Estes caminhos eram usados pelas populações para transportar mercadorias e que faziam a ligação entre as freguesias e a cidade da Horta, tendo grande importância na comunicação aos lugares mais isolados e contribuindo para a melhoria das condições destas gentes.

Assim, o trilho desenrola-se num enredo histórico que transmite a dificuldade e a dureza da vida rural naqueles tempos.

Inicie a caminhada no centro da Ribeirinha, freguesia assolada pelo sismo de 1998, visível nas ruínas da Igreja de São Mateus (1934). Siga até à costa, passando pelo porto da Boca da Ribeira e continue até ao Farol da Ribeirinha (inaugurado em 1919), também ele afetado pelo sismo de 1998, cujo epicentro se deu no mar a cerca de 5 quilómetros deste local. Construído junto a uma falha ativa, a Lomba Grande, o farol estaria já destinado ao insucesso desde a sua inauguração.

Continue pelo interior da mata passando pelo Miradouro da Ribeirinha e desça em direção ao lugar dos Espalhafatos. Siga à direita pela estrada, com cautela, e adiante à esquerda por um caminho de terra de acesso a campos de cultivo e pastoreio. O percurso atravessa mais uma estrada e continua em fase ascendente até chegar a um caminho florestal por onde deverá seguir, à esquerda.

Aproveite esta pequena fase descendente do percurso para recuperar as forças enquanto atravessa a escarpa de falha da Lomba Grande, um importante acidente tectónico que favoreceu a formação do Graben de Pedro Miguel. Continue ao longo deste caminho até aos Charcos de Pedro Miguel, uma zona privilegiada para observação de aves migratórias e continue ao longo de várias canadas de terra que alternam com piso de asfalto até chegar à zona de repouso do Cabouco Velho. Daqui o caminho serpenteia através de um caminho de bagacina até chegar ao Miradouro do Cabouco.

Uma vez chegado ao final do percurso, não deixe de atravessar o túnel com vista para o interior de um dos mais espetaculares aparelhos vulcânicos que existem na Região, a Caldeira do Faial, com cerca de 410 mil anos e que resultou de várias sequências de abatimento do antigo cone.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA