menu logo

tamanho do texto:

Faial da Terra

Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies

gallery_thumbnail
zoom in

Galeria

Com 206 hectares, esta área situa-se entre o Faial da Terra e a praia do Lombo Gordo, integra uma geosítio do Geoparque Açores – Geoparque Mundial da UNESCO e inclui uma Área Importante para as Aves e Biodiversidade (IBA – Important Bird and Biodiversty Area), assim classificada pela organização BirdLife International, pelo facto de ser habitat de espécies protegidas, nomeadamente da Calonectris borealis (cagarro) e da Puffinus lherminieri baroli (frulho).

Nesta área protegida destacam-se os matos costeiros macaronésicos de Morella faya (faia-da-terra) e Erica azorica (urze). Nas áreas rochosas mais próximas do nível do mar existem espécies endémicas como a Azorina vidalii (vidália), a Euphorbia azorica (erva-leiteira) e a Festuca petraea (bracel-da-rocha).

Geomorfologicamente a costa desta área protegida é maioritariamente constituída por várias fajãs de vertente, ornadas com blocos e calhau rolado. O primeiro troço desta área protegida desde o Faial da Terra até Água Retorta é constituído por lavas e piroclastos do Complexo Vulcânico do Nordeste. Nas vertentes íngremes desta orla costeira, são bem evidentes as falhas geológicas que atravessam esta zona da ilha, muitas delas preenchidas por filões. O segundo troço, que chega até à praia do Lombo Gordo, constituiu-se pelo empilhamento de escoadas lávicas basálticas (idade aproximada - quatro e três milhões de anos) características de vulcanismo do Complexo Vulcânico do Nordeste.

Esta área é particularmente utilizada na época de verão para uso recreativo e de veraneio, existindo inclusivamente um aglomerado considerável de casas na Fajã do Calhau. Algumas das áreas são também utilizadas para a agricultura.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA