menu logo

tamanho do texto:

Algar do Carvão

Monumento Natural

gallery_thumbnail
zoom in

Galeria

Com uma área de cerca de 39 hectares, este monumento natural é constituído por um cone de escórias cuja chaminé vulcânica, não se encontrando completamente obstruída por preenchimentos ou por desabamentos, termina numa pequena lagoa à profundidade de 90 metros.

De grande geodiversidade associada, destaca-se a profusão de formações siliciosas, como estalactites e as estalagmites, muito desenvolvidas e de ocorrência rara em vulcanismo oceânico.

Juntamente com as comunidades biológicas que recobrem o interior do cone, o algar constitui um habitat natural protegido onde se podem identificar diversos endemismos da flora, tais como as espécies Erica azorica (urze), Ilex azorica (azevinho), Laurus azorica (louro-da-terra), Vaccinium cylindraceum (uva-da-serra), os fetos Blechnum spicant e Polypodium azoricum e os musgos Alophosia azorica e Calypogeia azorica.

Da fauna presente destaca-se a presença dos artrópodes endémicos cavernícolas de que são exemplo as espécies Turinyphia cavernicola (aranha),  Lithobius obscurus azoreae (centopeia) e Trechus terceiranus (carocho).

Esta área integra uma Zona Especial de Conservação (ZEC) no âmbito da Rede Natura 2000 e um Sítio Ramsar ao abrigo da Convenção Ramsar.

Classificações:

Sítio RAMSAR

Rede Natura 2000

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA