menu logo

tamanho do texto:

Terra Brava e Criação das Lagoas

Reserva Natural

gallery_thumbnail
zoom in

Galeria

Localizada na região central da ilha, esta área ocupa cerca de 369 hectares e apresenta uma altitude máxima de 726 metros.

A Terra Brava faz parte do Vulcão do Pico Alto, o vulcão central mais recente da ilha, com cerca de 100 mil anos. Corresponde a uma zona morfologicamente acidentada, constituída por um conjunto de domos e escoadas siliciosas muito espessas, denominadas coulées, com uma extensa cobertura de pedra-pomes.

As vertentes declivosas, as zonas de relevo irregular e de difícil acesso e as diversas fendas de tração presentes nestes domos e coulées de natureza traquítica possuem comunidades de flora natural bem preservadas e onde a ação antrópica tem expressão muito reduzida.

Nesta área, encontram-se comunidades de flora natural bem preservadas, como florestas de Juniperus-Laurus e turfeiras arborizadas. As espécies arbóreas dominantes incluem Juniperus brevifolia (cedro-do-mato), Laurus azorica (louro-da-terra) e Ilex azorica (azevinho), podendo observar-se ainda outras espécies endémicas como Picconia azorica (pau-branco), Prunus azorica (ginjeira-brava), Lysimachia azorica e Sanicula azorica (erva-do-capitão).

As aves também são facilmente observáveis nesta reserva, nomeadamente as espécies Scolopax rusticola (galinhola), Gallinago gallinago (narceja-comum), Turdus merula azorensis (melro), Fringilla coelebs moreletti (tentilhão), Regulus regulus inermis (estrelinha) e Buteo buteo rothschildi (milhafre).

Esta área integra uma Zona Especial de Conservação (ZEC) no âmbito da Rede Natura 2000 e um Sítio Ramsar ao abrigo da Convenção Ramsar.

Classificações:

Sítio RAMSAR

Rede Natura 2000

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA