menu logo

tamanho do texto:

Santo Espírito - Maia PR04SMA

Tipo: Linear
Dificuldade: Média
Distância: 6,8Km
Duração: 3h
Altitude (Min / Máx): 10m / 325m

 

Como Chegar

Saindo do centro de Vila do Porto, siga pela Estrada Regional em direção a Santo Espírito. Chegando à freguesia procure indicações para o centro da mesma, onde encontrará a igreja. O percurso inicia-se junto da referida igreja, conforme assinala o painel de início de trilho.
 



Equipamento Recomendado

Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água



gallery_thumbnail
zoom in

O trilho começa no centro da freguesia do Santo Espírito e guia-o pela tradição mariense do cultivo de vinhas em quartéis de pedra basáltica em socalcos e pela Cascata do Aveiro, que com cerca de 80 metros de altura é uma das mais altas do país.

O percurso termina na Ponta do Castelo, um local de antiga atividade baleeira e sítio de interesse geológico prioritário.

Inicie o trilho no centro da freguesia do Santo Espírito, junto à Igreja, e, seguindo a sinalização, dirija-se para oeste em direção a um antigo moinho de vento. Neste troço do percurso, repare na vasta área dedicada à agricultura e pecuária que dá significado à designação de freguesia rural.

Do moinho, o trilho prossegue para sudeste em direção a um mato de incenso (Pittosporum undulatum) desembocando num caminho de terra batida e calçada, onde deve virar à direita. Na pastagem, encontra-se um antigo fontanário onde drena uma nascente de água.

Em direção à Lapa de Baixo, entra numa zona onde predomina a criptoméria (Cryptomeria japonica) e a sinalética guia-o até ao desvio, que o levará a uma zona de nascentes, e depois à Ribeira do Aveiro.

O trilho continua ao longo da ribeira até chegar perto da falésia, onde se inicia a descida para a Maia que se faz por entres os socalcos das vinhas e exemplares das espécies endémicas ensaião ou estrelinha-das-barreiras (Aichryson santamariensis) e cabaceira (Pericallis malvifolia). Ao longo da descida, pode ainda parar em diversos pontos e contemplar a queda de água.

Ao chegar à estrada da Maia, pode fazer um pequeno desvio à esquerda para contemplar a Cascata da Ribeira do Aveiro por outra perspetiva.

O trilho continua pela estrada principal em direção à Ponta do Castelo passando pela zona balnear e no início da subida deve seguir à esquerda por uma escadaria em pedra que irá desembocar novamente junto à Estrada Regional que segue até à descida para o farol.

Na descida em direção ao mar, podem-se observar várias espécies da flora endémica. Por sua vez, junto ao mar encontram-se vestígios da indústria baleeira que encontrou o seu auge entre 1950 e 1957, na produção de óleo, que cessou em 1966.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA