menu logo

tamanho do texto:

Notícias

Queijo: Uma longa e deliciosa viagem

Queijo: Uma longa e deliciosa viagem

25 de Novembro de 2020

Há mais de 500 anos que, na ilha de São Jorge, se produz o tão afamado queijo, produto com a marca Reserva da Biosfera das Fajãs de São Jorge, classificação que a ilha detém desde 2016.

Após o povoamento da ilha, os flamengos, experientes na produção deste tipo de derivados de lacticínios, ao encontrarem um clima muito semelhante ao das suas origens, perfeito para o fabrico de queijo, iniciaram a sua produção, dando origem à receita que perdura até aos dias de hoje.

O Queijo de São Jorge é já um produto internacionalmente conhecido e cujas propriedades o diferenciam dos outros queijos portugueses. Este produto, caracterizado por ter um aroma mais forte e picante, distingue-se dos restantes, essencialmente por ser produzido com leite cru. Também as condições edafoclimáticas da ilha, como o clima e o relevo, deram origem a pastagens de culturas variadas, que influenciaram de forma positiva a qualidade do leite. 

De forma a dar a conhecer ao público infantojuvenil a história deste produto emblemático da ilha, bem como todo o ciclo do leite, a Ecoteca do Parque Natural de São Jorge dinamizou, no âmbito do programa Parque Escola, diversas sessões da atividade “Queijo: Uma longa e deliciosa viagem”, abrangendo vários níveis de ensino. Esta ação consistiu na exploração de todo o ciclo do leite, onde foi abordado todo o seu processo, desde a pastagem até à sua comercialização, através da dinamização do conto “Ciclo do leite”, da autoria de Cristina Quental e Mariana Magalhães, dando maior destaque ao produto de excelência que é o Queijo de São Jorge. No final, os alunos tiveram a oportunidade de colocar em prática o que apreenderam através de uma atividade prática relacionada com a temática.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA