menu logo

tamanho do texto:

Ponta do Cintrão - Ponta da Maia

Área Protegida de Gestão de Recursos

gallery_thumbnail
zoom in

Galeria

Esta área protegida ocupa 2310 hectares e corresponde a uma área marítima entre a Ponta do Calhau do Cabo e a fajã lávica da Maia.

O contorno da linha de costa é recortado por inúmeras baías, onde se localizam algumas praias de areia e de calhau rolado, tais como a de Santa Iria, dos Moinhos e da Maia, muito visitadas nas épocas balneares. A orla costeira é ainda pontilhada por diversos promontórios, como a Ponta do Cintrão, a Ponta Formosa, a Ponta de São Brás e a Ponta da Maia.

É de referir, na baía de Santa Iria, a existência da nascente de água mineral da Ladeira da Velha que brota a uma temperatura na ordem do 30 °C e foi muito utilizada, durante o século XIX e início do século XX, no tratamento de reumatismo, lepra e doenças da pele.

No litoral desta área é possível observar algumas formas geológicas interessantes: disjunções colunares, resultantes de contrações que se geram no seio da escoada aquando do arrefecimento e solidificação da lava; grutas marinhas submersas ou semissubmersas, onde habitam Muraena augusti (moreia-preta), Muraena helena (moreia-pintada), entre outros; e em frente à fajã lávica da Maia, um conjunto de pequenas “ilhotas” que funcionam como barreiras naturais, fornecendo proteção contra as fortes ondulações que se fazem sentir com frequência na costa norte da ilha.

Esta área protegida constituída por fundos marinhos rochosos ou de sedimentos e mistos acolhe uma variedade de organismos bastante ampla, desde algas de variadas cores, crustáceos, moluscos, peixes e aves marinhas, que procuram neste local proteção e alimento. Integra ainda a zona de Reserva Integral de Captura de Lapas de Porto Formoso até à baía da Maia.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA