menu logo

tamanho do texto:

Gruta do Carvão

Monumento Natural

gallery_thumbnail
zoom in

Galeria

O sistema cavernícolo da Gruta do Carvão é o maior e o mais conhecido da ilha, repartido por quatro cavidades principais: Gruta do Carvão - Troço do Paim (a norte), Troço da Rua de Lisboa ou dos Secadores de Tabaco, Troço do João do Rego e um pequeno troço a sul, o “Algar” José Bensaúde. Contudo, apenas as duas primeiras cavidades estão inseridas na área classificada.

A Gruta do Carvão - Troço do Paim desenvolve-se segundo um único ramo, de orientação geral norte-sul e é dotada de um centro de apoio ao visitante, que constitui um importante espaço para a interpretação dos fenómenos vulcânicos associados à formação destas estruturas, tipos de erupção, dinâmica e posterior atuação dos agentes externos, assim como um rico acervo de estruturas geológicas típicas destas formações.

O troço dos Secadores de Tabaco desenvolve-se também segundo um único ramo que se distende para NNO (nor-noroeste), desde o cruzamento da avenida Antero de Quental com a rua Pintor Domingos Rebelo (outrora conhecida por rua do Carvão) até aos antigos Secadores de Tabaco da Fábrica de Tabaco Micaelense, na rua de Lisboa. Este troço chegou a ser alvo de reconhecimento para fins militares ou de abrigo, em caso de bombardeamento da cidade de Ponta Delgada, durante a II Guerra Mundial. Também foi utilizado pela Fábrica de Tabaco como armazém, encontrando-se, por isso, um pouco artificializado.

No interior da Gruta do Carvão podem-se observar diversas formas vulcano-espeleológicas, com especial destaque para as estalactites e estalagmites lávicas, estalactites secundárias, balcões ou bancadas laterais, ponte lávica, paredes estriadas, bolhas de gás e túneis sobrepostos, que no seu conjunto afirmam a importância deste local no conhecimento e interpretação do vulcanismo basáltico de São Miguel.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA