menu logo

tamanho do texto:

Lira

Miradouro

gallery_thumbnail
zoom in

A sua forma arqueada em conjunto com os muros de pedra, os chamados “currais” que separam a vinha, lembram um antigo instrumento musical de cordas, a lira, conhecido pela sua vasta utilização durante a antiguidade e cujo nome apadrinhou este miradouro.

Construído originalmente entre 1820 e 1850, o Miradouro da Lira era um dos locais favoritos de verão da família Dabney que se fixavam no Monte da Guia nos meses mais quentes. Vindos dos Estados Unidos da América, os Dabney chegaram ao Faial em 1806, após John Bass Dabney, o patriarca desta família, ter sido nomeado Cônsul Geral dos Estados Unidos para os Açores. Através dos seus negócios, a presença da família Dabney marcou profundamente o tecido social e económico desta ilha no século XX.

O Miradouro da Lira juntamente com a casa principal, a adega, a casa dos botes e a casa do tufo constituem o Complexo do Monte da Guia, local de veraneio dos Dabney,  foi restaurado pelo Parque Natural do Faial.

O miradouro da Lira encontrava-se envolto por terrenos de vinha, protegidos dos ventos de sudoeste pelos “currais” de tufo e é composto por dois patamares de forma elíptica com uma pequena mesa e bancos no topo. Os Dabney deixaram o Faial em 1892, deixando quase 100 anos de história e cultura aos seus habitantes.

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA