menu logo

tamanho do texto:

Baía da Maia

Área de Paisagem Protegida

gallery_thumbnail
zoom in

A área protegida da Baía da Maia localiza-se na parte sudeste da ilha e, com cerca de 55 hectares, é delimitada pela linha da costa e pelas encostas da Ponta do Castelete, Baixa da Maia e Ponta do Castelo.

Esta é uma zona de veraneio bastante apreciada, com uma rica história cultural e económica expressa na paisagem com inúmeras plantações de vinha dispostas em socalcos e protegidas por “quartéis” de rocha basáltica, proveniente dos depósitos de vertente, em virtude dos fortes declives aqui existentes.

Na extremidade leste desta área, a parte terminal da Ribeira Grande exibe uma imponente queda de água – a Cascata do Aveiro – com cerca de 110 metros de altura (a mais alta de Portugal), encaixada num circo de erosão onde cai em vertical. Nas vertentes e na foz da ribeira está exposta uma sequência vulcânica com diversas escoadas lávicas basálticas subaéreas (com disjunções prismáticas) e submarinas (lavas em almofada).

Dispersas pela encosta, destacam-se espécies de flora endémica como a vidália (Azorina vidalii), a erva-leiteira (Euphorbia azorica) e o pau-branco (Picconia azorica). Relativamente à avifauna marinha, é possível observar o cagarro (Calonectris borealis) e o garajau-comum (Sterna hirundo) e, em terra, o tentilhão (Fringilla coelebs moreletti), o pisco (Erithacus rubecula), a alvéola (Motacilla cinerea patriciae) e o melro (Turdus merula azorensis).

Esta área protegida é percorrida pelo trilho pedestre Santo Espírito - Maia (PR04SMA) e pela Grande Rota de Santa Maria (GR01SMA) e constitui um geossítio do Geoparque Açores – Geoparque Mundial da UNESCO.

Classificações:

Geossítio

Quer receber notícias nossas?

Respeita os termos do WCAG 2.00 AA