2.jpg

Parque Natural das Flores

 

A criação de Parques Naturais em todas as ilhas teve como objetivo a agregação de todas as Áreas Protegidas, com os mais diversos estatutos de proteção, servindo como instrumento de gestão das mesmas e simplificando a orgânica da sua administração.

O Parque Natural é constituído por ecossistemas terrestres e marinhos encerrando nos seus limites as componentes mais representativas da biodiversidade e da geodiversidade. As áreas protegidas que integram o Parque Natural das Flores  classificam-se como Reserva Natural (Ilhéu Maria Vaz, Morro Alto e Pico da Sé e Caldeiras Funda e Rasa); Monumento Natural (Rocha dos Bordões); Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies (Costa Nordeste; Ponta da Caveira e Costa Sul e sudoeste), Área de Paisagem Protegida (Zona Central e Falésias da Costa Oeste) e Área Protegida de Gestão de Recursos (Costa Norte).

O Parque Natural da Ilha das Flores foi criado pelo Decreto Legislativo Regional n.º 8/2011/A, de 23 de março.

 

Reserva da Biosfera da Ilha das Flores

A ilha das Flores, entrou em 27 de maio de 2009, para a rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO, juntando-se às ilhas do Corvo e da Graciosa.

A Reserva da Biosfera da Ilha das Flores compreende toda a área emersa da ilha e uma zona marinha adjacente, cobrindo uma área total de 58.619 hectares, contendo no seu interior valores paisagísticos, geológicos, ambientais e culturais únicos a nível regional, nacional e internacional.

A Reserva da Biosfera da Ilha das Flores apresenta áreas de importância internacional por servirem de local de nidificação a importantes espécies de aves marinhas.

As zonas altas e húmidas do Planalto Central contêm a maior e mais bem conservada turfeira do Atlântico associada à maior floresta de cedro-do-mato (Juniperus brevifolia) dos Açores, vital para o equilíbrio hídrico da ilha e para as características ribeiras e cascatas que a definem paisagisticamente.

A elevação da ilha a Reserva da Biosfera reforçou a legitimidade das ações promovidas pelo Parque Natural da ilha e projetou-a internacionalmente, encorajando atividades que valorizam a promoção da biodiversidade, desde o turismo de natureza à valorização de produtos locais. Poderá igualmente incentivar projetos de investigação, promovendo a cooperação internacional para um desenvolvimento sustentável.

Mais informação em http://siaram.azores.gov.pt/reservas-biosfera/ilha-flores/_intro.html