Parque Natural do Corvo – Ilha do Corvo | Reserva da Biosfera

723GWbiosferaCOR 

 

A ilha do Corvo é desde 2007 Reserva da Biosfera, o que significa que é considerada pela UNESCO uma referência mundial para a conservação e para o desenvolvimento sustentável. Também nesse ano, com a recuperação de uma casa típica da Vila, nasceu o Centro de Interpretação Ambiental e Cultural do Corvo. O Centro é a primeira paragem obrigatória para quem nos visita. A inauguração deste espaço veio ajudar os visitantes a conhecer e a compreender a extraordinária biodiversidade, fazendo o cruzamento claro com os valores culturais e tradicionais da ilha do Corvo.


Oferecemos a possibilidade de realizar 3 trilhos pedestres adaptados aos diversos graus de dificuldade e um circuito interpretativo que contribui para a compreensão das espécies de flora e os habitats terrestres que albergam as aves marinhas no período da sua nidificação.


A dois passos do Centro de Interpretação Ambiental pode visitar o Centro de Recuperação de Aves Selvagens do Corvo, estrutura pioneira e única no arquipélago. Este equipamento, além de permitir a recuperação e o tratamento das aves, desempenha uma importante ação enquanto local de transição entre o cativeiro e a liberdade.


Junto à Praia da Areia encontra-se a Reserva Biológica do Corvo. Esta área serve para testar diferentes teorias sobre aves marinhas, incluindo a sua suscetibilidade à presença de predadores como gatos e ratos. Ao mesmo tempo, e como complemento, esta área contribuirá para a compreensão das espécies de flora e habitats terrestres que albergam as aves marinhas durante a sua nidificação.


A visita ao ex-libris do Parque Natural do Corvo, o Caldeirão, só ficará completa e enriquecida se apreciar a imponência do Morro dos Homens. Se descer até à Caldeira, poderá apreciar a beleza única das lagoas, com pequenas ilhas, que a tradição associa à representação do arquipélago dos Açores. Enquanto a visita, não deixe de reparar nas nossas turfeiras, nem de sentir o cheiro tão caraterístico dos cedros-do-mato. O percurso acompanha várias formações geológicas de grande interesse para a espeleologia e para a petrografia ao permitir-nos ler as fazes geológicas da formação da ilha. Nesta área nidificam importantes espécies de aves sendo muitas delas classificadas como prioritárias pela Diretiva Aves. O Caldeirão é uma referência obrigatória para quem visita esta ilha.
Aproveite a permanência no local para percorrer o trilho da “Volta às Lagoas”. Ainda, dentro do perímetro do Caldeirão, poderá percorrer o Trilho “Caldeirão/Ponta do Marco”.

Este segue pelo cume do Caldeirão, onde se pode desfrutar de magníficas vistas para o interior da caldeira e para as falésias da Ilha. Ao chegar à parte mais escarpada do Caldeirão o trilho desce a encosta norte e nesse ponto poderá apreciar uma bela vista para a Ponta do Marco e para uma pequena praia que se encontra do lado esquerdo.


No Parque Marinho do Corvo aprecie as belezas do fundo marinho e a enorme variedade de peixes que vivem nestas águas. Este mergulho não ficará completo, se não visitar a Reserva Voluntária do Caneiro dos Meros. Esta Reserva Voluntária, criada pela conciliação de boas vontades é respeitada desde 1998. Hoje os locais consideram-no um local sagrado que está protegido por que assim foi decidido. A grande atração deste mergulho são os meros, que de forma carinhosa e dócil se aproximam dos mergulhadores.
Brevemente estará disponível o Guia do Parque Natural do Corvo, onde se poderá encontrar muita informação de interesse. Existe ainda disponível no Centro de Interpretação Ambiental e Cultural do Corvo, um excelente documentário em DVD – “Ilha do Corvo Reserva da Biosfera”.


Este Centro está preparado para prestar todo o tipo de informação aos visitantes. Não hesite em contatar-nos para o esclarecimento de qualquer questão.
Além de tudo isto existem diversos sítios de interesse geológico. No total existem no Corvo 98 das espécies e subespécies endémicas dos Açores, bem como 28 das da Macaronésia. Sem esquecer a enorme riqueza do nosso Parque Marinho.


Horário:
Centro de Interpretação: segunda a sexta-feira das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.


Visitas Guiadas: Implicam marcação prévia.