4.jpg
artsexylightbox

PR3FAI - Levada


O percurso da Levada inicia-se junto a uma estrada secundária de bagacina (P1) e apresenta uma extensão de aproximadamente 6 km, com um grau de dificuldade baixo e demorando cerca de 3 horas a ser efetuado.

“A maior obra de engenharia dos Açores”, assim qualificada aquando da sua inauguração em 1964, levou 4 anos a ser construída e 7 a ser planeada. A Levada, canal com 10 km (atualmente apenas se pode percorrer 6 Km) de extensão implantado a 680 m de altitude, tinha como principal função a produção de energia hidroelétrica recolhendo em vários pontos água proveniente das zonas de Castelhano, Cabeço, Risco, Fajãs, Cabras, Guarda-Sol e Águas claras, posteriormente canalizadas desde o reservatório principal, com capacidade de armazenamento de 1000m3, até à central mini hídrica do Varadouro

Ao longo do trilho terá oportunidade de observar excelentes exemplares de flora Laurissilva, como o louro (Laurus azorica), o sanguinho (Frangula azorica), o azevinho (Ilex azorica) e a uva-da-serra (Vaccinium cylindraceum).

Relativamente às espécies faunísticas possíveis de observar são essencialmente aves dos Açores, nomeadamente a galinhola (Scolopax rusticola), o melro-preto (Turdus merula azorensis), a estrelinha (Regulus regulus inermis) e o tentilhão (Fringilla coelebes moreletti).

O Percurso termina no (P11), junto à maior derrocada associada a uma ribeira da ilha do Faial, provocada pelo sismo de 1998. Chegado a este ponto, terá de regressar exatamente pelo mesmo caminho mas em sentido inverso.