4.jpg
Parques Naturais assinalam o Dia Mundial das Zonas Húmidas com mais de 11 atividades

A Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, através da Direção Regional do Ambiente, promove, no mês de fevereiro, em todas as ilhas, diversas atividades de sensibilização e educação ambiental integradas nas comemorações do Dia Mundial das Zonas Húmidas, este ano dedicado ao tema "Biodiversidade e Zonas Húmidas".

Estas ações, dinamizadas pelos Serviços Educativos dos Parques Naturais, consistem, entre outras iniciativas, em saídas de campo para observação destes locais no terreno ou ainda na plantação de endémica, nomeadamente nas Flores, São Jorge, Terceira, Faial, Pico e Santa Maria.

As ações realizadas para as comunidades locais estão disponíveis na agenda mensal do Parque Aberto, que pode ser consultado no portal "Educar para o Ambiente e a Sustentabilidade" – educarparaoambiente.azores.gov.pt.

Além destas, serão ainda dinamizadas outras ações direcionadas para o público escolar, no sentido de sensibilizar os mais jovens para a importância da preservação destes locais.

Nos Açores foram oficialmente designadas 13 Zonas Húmidas de Importância Internacional pela Convenção Ramsar, nomeadamente o Caldeirão do Corvo, Planalto Central das Flores (Morro Alto), Caldeira do Faial, Planalto Central do Pico (Achada), Planalto Central de São Jorge (Pico da Esperança), Fajãs das Lagoas de Santo Cristo e dos Cubres de São Jorge, Caldeira da Graciosa (Furna do Enxofre), Planalto Central da Terceira (Furnas do Enxofre e Algar do Carvão), Paul da Praia da Vitória, Complexo Vulcânico das Furnas, Complexo Vulcânico das Sete Cidades, Complexo Vulcânico do Fogo e Ilhéus das Formigas e Recife Dollabarat, totalizando uma área de aproximadamente 13 mil hectares.

Todos estes sítios, à exceção do Paul da Praia da Vitória, encontram-se inseridos na Rede de Áreas Protegidas dos Açores e são geridos pela Direção Regional do Ambiente, através dos Parques Naturais de Ilha.

O Dia Mundial das Zonas Húmidas resulta da Convenção sobre Zonas Húmidas, geralmente conhecida como Convenção de Ramsar, por ter sido adotada a 2 de fevereiro de 1971 nesta cidade iraniana e visa promover a cooperação internacional e incentivar a conservação e o uso sustentável das zonas húmidas. Portugal homologou a Convenção em 1980 e tem 31 Zonas Húmidas de Importância Internacional classificadas ao abrigo deste tratado (sítios Ramsar), incluindo as que se localizam no nosso arquipélago.

Os interessados podem obter mais informações sobre o tema do ano em https://www.icnf.pt/atualidade/datascomemorativas e sobre os eventos previstos em http://parquesnaturais.azores.gov.pt, "Educar para o Ambiente e a Sustentabilidade" – educarparaoambiente.azores.gov.pt, assim como saber mais sobre as Zonas Húmidas dos Açores e a sua importância, no Portal do Governo, ou no portal oficial da Convenção de Ramsar, através dos endereços http://siaram.azores.gov.pt/vegetacao/zonas-humidas/_intro.html;

http://www.azores.gov.pt/Gra/srrn-natureza/menus/secundario/Áreas+RAMSAR/ e http://ramsar.org/

Foto: PHSilva // siaram.azores.gov.ptDMZH siaram