2.jpg
Programa Vigilante da Natureza Júnior dos Açores realiza primeira ação no terreno com plantação de endémicas

 

Pos 2fev_OutdoorVJ_PNIPico

O programa Vigilante da Natureza Júnior, promovido pelo Governo dos Açores, através da Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo e que tem como objetivo fomentar nas gerações mais novas o interesse e a participação ativa na preservação do património natural, realizou, no Parque Natural do Pico, a sua primeira atividade no terreno, com a plantação de exemplares de espécies de flora endémica dos Açores.

O Vigilante da Natureza Júnior destina-se a crianças e jovens dos 8 aos 15 anos de idade, abrange todas as ilhas e, apesar da sua recente implementação, já conta com mais de meia centena de adesões na Região.

Ao aderir ao programa Vigilante da Natureza Júnior dos Açores, os inscritos têm acesso exclusivo a atividades educativas, promovidas em áreas protegidas e classificadas, previamente divulgadas no Portal Educar para o Ambiente e Sustentabilidade (http://educarparaoambiente.azores.gov.pt/VigilanteJunior), assim como através do seu endereço de correio eletrónico.

As crianças e jovens recebem um kit de boas-vindas, composto por uma caderneta de atividades, um boné e uma t-shirt e também podem conquistar – através do número de atividades registadas, por carimbo, na sua caderneta individual –, selos distintivos, que os habilitam a prémios, como incentivo à sua participação.

Nesta primeira ação no terreno, que decorreu junto à Casa da Montanha, foi feita a apresentação da profissão de Vigilante da Natureza e das suas competências e áreas de atuação, assim como a entrega do material de boas-vindas aos inscritos.

Posteriormente, foram plantadas espécies de vegetação natural, nomeadamente, Vaccinium cylindraceum (uva-da-serra), Erica azorica (urze) e Viburnum treleasei (folhado), numa zona vulnerável localizada no perímetro da Reserva Natural da Montanha do Pico.

Durante a atividade, os vigilantes juniores tiveram, ainda, a oportunidade de adquirir junto dos Vigilantes da Natureza mais conhecimentos sobre as áreas protegidas e a vegetação natural em que trabalham estes operacionais, cuja profissão foi em fevereiro assinalada internacionalmente.

AZORINA, S.A. / Parque Natural do Pico

Fotos: Parque Natural do Pico